A Peculiar

15/09/2017

The Amityville Horror (1979) [Filme]


Hoy Ho! Hoje fazer mais uma analise de um clássico, The Amityville Horror lançado em 1979. Apesar de se basear no livro The Amityville Horror o filme caminhou em uma mistura de suspense e drama. Dirigido por Stuart Rosenberg e do cinematógrafo Fred J. Koenekamp. Após o lançamento no verão de 1979, The Amityville Horror foi um grande sucesso comercial para a American International Pictures , cobrindo mais de US $ 80 milhões nos Estados Unidos e passando a se tornar um dos filmes independentes de maior bilheteria de todos os tempos. Recebeu críticas principalmente críticas negativas dos críticos, embora o filme tenha sido observado contemporaneamente pelos estudiosos do cinema como um clássico do gênero horror.


O filme conta a história da família Lutz que se muda para uma grande e bela casa na Avenida Ocean, de número 112. A um pouco mais de um ano atrás a casa havia sido o palco de um assassinato em série, onde Ronnie Deofeo matou toda a sua família com auxilio de uma carabina. Pouco tempo depois Ronnie foi preso acusado dos assassinatos, quando perguntavam porque havia feito aquilo ele apenas respondia "uma voz mantou eu matar todos eles...".


Pouco tempo depois a família Lutz começa a passar por experiencias estranhas e assustadoras. George parece não ser forte de fé, mas Kathy é um nome católica. Ela tem três filhos de seu casamento anterior: Greg, Matt e Amy. O casal se volta para o padre Delaney para abençoar a casa, mas Delaney encontra problemas em tentar abençoar a casa, incluindo uma sala cheia de moscas, dores na temporada; dor de barriga violenta; e mais tarde, blisters em sua palma quando tentam fazer um telefonema para Kathy em sua casa. 


Enquanto ele continua a ajudar a família Lutz, Delaney experimenta eventos mais estranhos (freios de carro e mau funcionamento da direção) e frustrações (falta de apoio de seus superiores na diocese ). Ele finalmente parece perder a fé. George começa a ficar mais mal-humorado e irritado com o frio percebido na casa, e obcecado com o corte de troncos e mantendo a lareira sempre ardente. 


Ao passar dos dias as coisas apenas continuam a piorar para a família Lutz ao ponto das coisas ficarem fora de controle. O único ainda a se manter são é somente o cachorro da família, que late durante a madrugada forçando George sair ate a casa de barcos onde fica preso. Mais incidentes inexplicados ocorrem sucessivamente: um dos dois meninos sofre acidente, e Amy faz um amigo imaginário, Jody, que parece ser de natureza malévola. Kathy vê um vislumbre de dois olhos vermelhos, fora da janela do quarto do segundo andar da filha. E  seu cão descobre algo perturbador.


Então o que eu achei do filme? É um bom filme. Os atores foram incríveis porém a dinâmica da história é bem cansativa e em certos pontos até entediante. Mas acho que o filme ganhou esse sucesso todo por usar como alicece a casa  qual foi  o palco do massacre da família Deofeo de verdade. E da família Lutz que morou apenas 23 dias na casa e fugiu dele deixando tudo para trás alegando que a casa era assombrada. Para reforçar isso inúmeros caça fantasmas, pessoas psíquicas foram na casa conferir se realmente era verdade, até os Warren,  um dos casais s mais respeitosos foi lá e confirmou que realmente a casa é mal assombrada.


 Apesar da senhora Warren afirmar que os espíritos que ali abitavam não tinha nada com a família Lutz, mas sim outros moradores e entidades. Apesar de uma suposta foto de um menino fantasma  tirada escadaria da mansão, e sua face é identifica ao um dos filhos de Deofeo. Então eu acho que o filme ganhou créditos por causa de tudo isso que aconteceu quatro anos antes de seu lançamento.

Classificação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

▪ Leu a postagem e gostou? Deixe um comentário feliz.
▪ Não use palavras de baixo escalão.
▪ Comentários de mau gosto, não serão publicados.
▪ Quer afiliação? Pode pedir por aqui mesmo.
▪ Aceito pedido de postagens.
▪ Não peça "seguindo, segue de volta?", deixe o link de seu blog. Eu irei visitar se eu gostar eu seguirei.